NOTA OFICIAL ACICAF

quarta, 01 de julho de 2020

Nota Oficial Referente ao Decreto Estadual nº 4.317/2020

ATENÇÃO ASSOCIADOS

O Governo do Estado do Paraná editou hoje o Decreto nº 4942, que determinou o fechamento das atividades não essenciais a partir de amanhã (01), pelo período de 14 dias.
As determinações são válidas para toda a região Oeste do Paraná, inclusive para Cafelândia.
Alertamos os nossos associados que o novo Decreto do Estado proíbe o funcionamento das seguintes atividades: shopping centers, galerias comerciais, comércios de rua, feiras livres, salões de beleza, barbearias, clínicas de estética, academias de ginástica e clubes. Também estão suspensos o funcionamento de bares, casas noturnas e similares.

Somente podem funcionar os serviços essenciais, previstos no Decreto Estadual nº 4.317/2020, cuja cópia segue em anexo.
Além disso, os serviços de restaurante e lanchonetes poderão atender apenas por delivery, drive thru ou a retirada no balcão.
Para ciência, esclarecemos que o Decreto Estadual autoriza os supermercados, padarias, mercados e similares a funcionar de segunda-feira a sábado, com horário limitado das 7 (sete) às 21 (vinte e uma) horas, proibido o funcionamento aos domingos. Ainda assim, o fluxo de pessoas deverá ser de no máximo 30% (trinta por cento) da capacidade total, devendo ser controlado pela distribuição de senhas. O Decreto prevê ainda que nestes locais o acesso será de apenas uma pessoa por família, vedada a presença de menor de 12 (doze) anos.

ATENÇÃO: O HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO PREVISTO NO DECRETO ESTADUAL NÃO SE APLICA AO ESTABELECIMENTO QUE TIVER OUTRA PREVISÃO MAIS RESTRITIVA NO SEU ALVARÁ.

A proibição do Decreto Estadual também alcança os serviços de conveniência nos postos de combustíveis, exceto daqueles localizados nas rodovias, permitindo o funcionamento mas proibindo o consumo de alimentos e bebidas no interior das conveniências dos postos das rodovias.

LEMBRE-SE: o Decreto Estadual permite aos Municípios editar medidas mais restritivas, por isso é importante que o empresário observe também a norma local, sob pena de correr o risco de ser multado ou ter o estabelecimento interditado.

Infelizmente todos fomos pegos de surpresa com a medida, mas orientamos os associados a seguirem o Decreto Estadual, a fim de evitar eventual penalização prevista na norma, como multas e outras sanções. Orientamos também que leiam com atenção o novo Decreto e aquele que trata das atividades essências, a fim de não ter dúvidas se a sua atividade está autorizada a funcionar.*

Lembramos ainda que há disposições previstas no Decreto Municipal que ainda permanecem vigentes e que não foram revogadas pelo Decreto Estadual, tais como a proibição de circulação de pessoas com mais de 60 (sessenta) anos, realização de eventos, aglomerações, etc.

Nosso posicionamento sempre foi o da defesa da vida, porém sem deixar de lado a atividade econômica, que gera empregos e renda às famílias de Cafelândia. 
Por isso, a Acicaf vai propor ao Governo do Estado, em conjunto com governo Municipal as demais entidades envolvidas do setor, a revogação ou a revisão do Decreto a fim de permitir a retomada, nos moldes do que vinha ocorrendo. 

Conclamamos todos os associados a se unirem a nós, utilizando seus contatos e os canais políticos que dispõe junto ao próprio Governo do Estado ou mesmo junto à Assembleia Legislativa para também buscar a reversão da medida. 

Juntos somos mais fortes!

Fonte: