Notícia

ACICAF recebe reunião empresarial da Caciopar

sábado, 15 de junho de 2019
Caciopar aprofunda debates estratégicos em reunião empresarial que aconteceu nas dependencias da Acicaf.

Mais de cem empresários de várias cidades da região participaram no sábado, na Acicaf em Cafelândia, de reunião empresarial da Caciopar, a Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Oeste do Paraná. Assuntos importantes estiveram em pauta, como reforma da Previdência e de um novo projeto para a Ferroeste.
A abertura dos trabalhos foi feita pelo presidente da Caciopar, Alci Rotta Júnior, que destacou o papel de uma entidade que há mais de 40 anos trabalha, honorificamente, pelo desenvolvimento social e econômico da região. “Participar é importante, porque é aqui que debatemos o futuro das nossas empresas”, disse o ex-presidente Mario César Costenaro. O presidente da associação anfitriã, Rivelino Skura, afirmou que a Acicaf se sentiu honrada em receber o encontro de uma entidade tão dinâmica e representativa.
O principal assunto da pauta, a reforma da Previdência, foi detalhado por dois entendidos no tema, o economista João Carlos Tonin e o deputado estadual Homero Marchese. Os dois citaram sobre a urgência de mudanças estruturais no fundo, que será inviabilizado em poucos anos caso nada seja feito para ajustar distorções graves acumuladas ao longo dos anos. O déficit no ano passado foi de R$ 265 bilhões e a projeção para o atual exercício é de R$ 294 bilhões.
A proposta em trâmite no Congresso, que já sofreu várias alterações, busca economia em dez anos perto de R$ 1 trilhão. O objetivo central é combater privilégios, trazer mais equilíbrio e justiça para o fundo. Com a reforma, o Brasil voltará a crescer e sem ela o cenário será dos mais temíveis, segundo Marchese. João Carlos apresentou informações com base em relatório elaborado pelo professor Paulo Tafner, um dos maiores especialistas em Previdência do País. “O assunto é dos mais sérios e merece ser debatido com atenção para que as mudanças necessárias ocorram”, alertou.
 
Ferroeste
O presidente da Ferroeste, André Luís Gonçalves, deu informações sobre o atual estágio da empresa e dos sucessivos recordes que ela alcança desde o início deste ano. “Não tem segredo, apenas muito trabalho e diálogo”, afirmou. Ele falou também sobre ações de olho em ramais para o interior do Mato Grosso do Sul e em direção a Foz do Iguaçu e ao Paraguai. André citou ainda sobre a proposta de uma ferrovia bioceânica, ligando o Atlântico e o Pacífico cortando regiões do Brasil, Paraguai, Argentina e Chile.
A pauta da região abriu espaço para diversos outros assuntos, como de cartas de aval da Garantioeste, sobre linhas de crédito do Sicredi Nossa Terra, assinatura de termo aditivo de parceria entre a Caciopar e a Operadora Sempre Vida e apresentação de um resumo de recente reunião do CAD, o Conselho de Administração da Faciap (Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná).
 

Fonte: